Banner Top 202004

O PICO CHEGOU! MÉDICOS QUE ESTÃO À FRENTE DA BATALHA CONTRA A COVID 19 ALERTAM QUE VAMOS INICIAR UMA SEMANA MUITO DIFÍCIL

A situação é séria. O governo faz a sua parte, mas a população que deveria colaborar ficando em casa , se arrisca nas ruas e contamina a própria família. Julho e agosto serão meses trágicos com muitas mortes.

df mobilidade

O médico Lucas Seixas Doca Júnior, gerente-geral de assistência do Instituto Hospital de Base do Distrito Federal (IHBDF), alertou neste sábado (27), que o DF entrará em uma semana muito difícil com a chegada do pico da pandemia.

“Vamos aguentar firme, todos unidos, porque o pico chegou e esta semana será muito difícil.”, disse o medico Lucas Seixas, em um áudio enviado a comunidade médica do DF.

Ontem, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) confirmou mais cinco mortes pelo novo coronavírus, perfazendo um total de 537 óbitos registrados desde o início da pandemia.

O número de contaminados bateu neste sábado em 42.766 pessoas infectadas. São 1.440 a mais que o total contabilizado até a noite de sexta-feira (26). Desse total, 29.983 (70%) estão recuperados.

Apesar do esforço de guerra feito pelo governo do Distrito Federal, com a compra de equipamentos como respiradores, leitos de UTIs, insumos hospitalares e construção de hospitais de campanha, além da contratação de centenas de médicos e profissionais das inúmeras áreas da saúde, a luta contra o novo coronavírus entrará na fase mais agressiva.

Até ser combatido totalmente, o que pode ser feito apenas por meio de uma vacina que imunize a população, o invisível covid 19 ainda vai produzir muitas mortes nos próximos dias, segundo prevê as autoridades médicas.

A semana que se aproxima, conforme os relatos médicos, bem como as estimativas traçadas pelas próprias autoridades epidemiológicas do DF, pode duplicar o número internações no HRAN, hospital de referência de combate à doença.

A Secretaria de Saúde nega que o HRAN caminha para a superlotação de seus leitos para acolher quem precisa de tratamento adequado.

No entanto, é fato real, desde o inicio da pandemia, que o pico da doença, que se intensifica a partir desta semana, pode levar ao colapso o sistema de saúde, caso a população continue descumprindo as regras de isolamento social.

O GDF tem investido massivamente em informação de utilidade pública para que as pessoas fiquem em casa e saim somente em caso de necessidade.

Ontem, o governador Ibaneis Rocha descartou a decretação de lockdown no DF, mas não descartou tomar medidas mais duras para que a população entenda que a responsabilidade de combater o vírus e proteger vidas, não é apenas uma obrigação do governo, mas de todos.


Fonte: Radar DF

Postar um comentário

0 Comentários