Banner Top 202004

LEI DE DELMASSO CRIA POLÍTICA DISTRITAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO GERAÇÃO DE EMPREGOS E MAIS QUALIDADE DE VIDA PARA A POPULAÇÃO DO DF


Nesta segunda-feira (15) foi sancionada a Lei 6620/2020 de autoria do vice-presidente da Câmara Legislativa, deputado Delmasso (Republicanos-DF), que cria a Política Distrital de Ciência, Tecnologia e Inovação. A proposta estabelece medidas e projetos para estímulo ao desenvolvimento científico, à pesquisa, à qualificação científica e tecnológica, à inovação e a economia criativa no Distrito Federal.

Delmasso afirmou que a Lei vai estimular a criação de emprego e renda na capital. "A regulamentação trará segurança jurídica para que o setor produtivo, a academia, as instituições científicas e o governo possam interagir. Os investimentos feitos em Ciência, Tecnologia e Inovação trazem retorno na forma de uma população mais bem qualificada, de empregos bem remunerados e melhor qualidade de vida", disse.

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Gilvan Máximo falou sobre a proposta e como ela pode contribuir. “Estamos trabalhando para que Brasília seja a primeira cidade inteligente da América Latina. Com o Plano Diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação, sancionado pelo Governador Ibaneis Rocha, agora temos diretrizes a ser seguidas. Esta Lei é de grande valia para a comunidade científica e empreendedora. Agradeço imensamente ao deputado Delmasso pela autoria deste projeto, desempenhando um papel em defesa de um Distrito Federal inovador e tecnológico”.

A Política Distrital tem a finalidade de: promover a ciência, tecnologia e inovação, e incluí-la na estratégia de desenvolvimento econômico sustentável e incentivar um ambiente adequado para a geração de produtos, processos e serviços inovadores. A proposta também garante o desenvolvimento de startups e empresas privadas da área de tecnologia de informação e estabelece ações de suporte ao empreendedorismo e à transferência de tecnologias.

Postar um comentário

0 Comentários