Banner Top 202004

BEBIANNO MORRE NO RIO

O advogado e político Gustavo Bebianno, primeiro ministro a sair do governo Bolsonaro, sofreu um infarto fulminante aos 56 anos



O ex-ministro Gustavo Bebianno morreu na madrugada deste sábado (14), aos 56 anos. Segundo informações repassadas por seu filho, ele estava na chácara da família no município de Teresópolis (RJ) quando, por volta das 4 horas da manhã, sentiu-se mal. Era um infarto fulminante. O advogado e político chegou a ser levado a uma unidade hospitalar local, mas não resistiu.


Como um dos principais dirigentes do PSL nacional, Bebianno atuou na campanha presidencial de Jair Bolsonaro. Acompanhou-o toda a campanha e estava em Juiz de Fora no dia 6 de setembro de 2018, quando Bolsonaro foi esfaqueado por Adélio Bispo.


Depois da eleição, Bebianno foi escolhido omo ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, mas ficou no cargo por apenas 49 dias. Seu comportamento no episódio do “laranjal do PSL” levou-o a perder a confiança do presidente.


Após sair do governo, tornou-se um ferrenho crítico de Bolsonaro. Filiado ao PSDB, tinha planos para concorrer à Prefeitura do Rio de Janeiro.

Postar um comentário

0 Comentários