IPVA II

DEPUTADOS MANOBRAM PARA INVIABILIZAR MORO NO STF

Deputados, ainda em ressaca do carnaval articulam uma “quarentena eleitoral” para membros de certas categorias.

Membro do Congresso Nacional   reacenderam o debate sobre o projeto de lei que cria uma quarentena eleitoral para juízes, integrantes do Ministério Público e policiais. 

A proposta foi apelidada nas redes sociais de “projeto anti-Moro” pois, caso seja aprovada, impediria o ex-juiz e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro  de concorrer a um cargo público pelos próximos 5 anos.

A proposta, de autoria do deputado Fábio Trad (PSD-MS), estabelece novos prazos de desincompatibilização, determinando aos que desejam ingressar na política que se afastem de suas atividades até seis anos antes do pleito.

Em conversa com o jornal o Globo, Trad declarou:

“Meu projeto tem uma finalidade muito clara que é a de fixar um período de desincompatibilização que impeça a contaminação e a má influência no certame eleitoral por parte daqueles que se utilizam das prerrogativas de cargos públicos não para bem exercê-los, mas visando popularidade para fins eleitorais.”

Nos últimos dias, o presidente da Câmara dos Deputados,  Rodrigo Maia (DEM-RJ), foi acionado por parlamentares sobre o assunto.

A avaliação levada a Maia é que a proximidade da corrida municipal é um dos principais motores do movimento grevista da Polícia Militar do Ceará, o que tem dificultado as negociações para o fim da paralisação.

(RM)

Postar um comentário

0 Comentários