IPVA II

DELMASSO RETIRA E ARQUIVA PROJETO DO PLANO DE SAÚDE

foto: internet

"Se o povo não quer, vamos buscar outras saídas"


O deputado distrital Rodrigo Delmasso (Republicanos) reagiu à vontade popular e arquivou o polêmico projeto que estendia o plano de saúde dos servidores da Câmara Legislativa do Distrito Federal para ex-deputados e familiares.

Em nota à imprensa  destacou: "que não existe nenhum tipo de privilégio, mas devido a divulgação de matérias tendenciosas da imprensa o projeto repercutiu de forma negativa." alfinetou Demalsso

A busca de um novo "grupo econômico", segundo Delmasso, deve-se à necessidade de fazer frente a um déficit que chega a R$ 14 milhões. "Outra opção é aumentar linearmente os valores dos atuais filiados em 60% no próximo mês de abril", comentou. O déficit, que veio se acumulando ao longo dos anos, tem vários motivos, um deles, conforme o deputado, é a inadimplência de ex-servidores comissionados que realizaram procedimentos médicos de alto custo. "Desde que assumimos, fechamos as torneiras. Antes não havia controle", já havia alertado o deputado na tarde de ontem.

Leia a íntegra da nota:



NOTA À IMPRENSA E SOCIEDADE SOBRE O FASCAL
Venho a público informar que solicitei a retirada de tramitação e arquivamento do Projeto de Resolução que trata sobre a reformulação do FASCAL (Plano de saúde dos servidores e deputados da CLDF) para discussão junto à Mesa Diretora de outras saídas para equilíbrio de contas do Fundo.
Reafirmo que na atual proposta não existe nenhum tipo de privilégio, mas devido a divulgação de matérias tendenciosas da imprensa, o projeto repercutiu de forma negativa. Portanto, pelo apelo da população vou retirar o projeto. Fui eleito pelo povo e sou seu representante. Se o povo não quer, vamos buscar outras saídas.

Deputado Delmasso
Vice-Presidente da CLDF



Postar um comentário

0 Comentários