BRB

VIDEO - ESTUDANTE DE 14 ANOS FOI BRUTALMENTE ESPACANDO NA FLÓRIDA POR USAR O BONÉ DE TRUMP

Estudante de 14 anos foi brutalmente espancado na Flórida (EUA) por usar o boné de Trump. A imprensa e acadêmicos que adoram falar contra o suposto discurso de ódio de Bolsonaro e Trump fazem um silêncio sepulcral sobre esse terrível ato de violência.

Um vídeo chocante surgiu mostrando um garoto de 14 anos sendo atacado em um ônibus escolar, supostamente porque ele usava um chapéu para apoiar o presidente Donald Trump.

O incidente ocorreu em 21 de novembro no condado de Hamilton, na Flórida, e o vídeo surgiu pela primeira vez na quinta-feira, depois que a família do garoto contratou o advogado Foye B. Walker para possíveis ações legais.

O incidente deixou o garoto, identificado apenas como Tyler, hospitalizado com contusões na cabeça, de acordo com sua mãe, uma partidária de Trump que tweets sob o identificador @AmericanDiaries.

O advogado, Walker, verificou em um tweet que o incidente ocorreu em um ônibus escolar no Condado de Hamilton e que ele estava representando a família. Ele não respondeu imediatamente a um pedido de comentário do DailyMail.com.
A mãe do menino explicou no Twitter que acreditava que os agressores eram motivados por um chapéu de campanha do Trump 2020 que seu filho usava anteriormente na escola.

Ela disse que o garoto parou de usar o chapéu devido a assédio, mas que o assédio moral continuou.

"Para deixar claro, meu filho comprou seu chapéu Trump 2020 com seu próprio dinheiro no mercado de pulgas há algumas semanas '', escreveu a mãe. Assistam as cenas violência:

“Ele estava orgulhoso de usá-lo. Ele o vestiu na escola, mas devido ao bullying imediato, ele o guardou e não o usou novamente na escola, infelizmente o estrago já estava feito e [ele] agora era um alvo ', disse ela.

“A partir daquele momento, ele estava ficando constantemente bagunçado. Ele estava sendo atropelado, tropeçado e abusado verbalmente no ônibus, mas tudo veio à tona ontem em sua viagem de ônibus para casa '', continuou ela.

Postar um comentário

0 Comentários