BRB

EM CINCO DIAS O PARTIDO DE BOLSONARO CONSEGUE MAIS DE 80 MIL ASSINATURAS


FOTO:INTERNET

Aliança pelo Brasil espera conseguir 1 milhão de filiados até março para concorrer às eleições de 2020 

O Aliança pelo Brasil, novo partido que o presidente Jair Bolsonaro tenta emplacar já para as eleições de 2020, parece mesmo estar saindo do papel. Isto porque a sigla conseguiu coletar em cinco dias, de 20 a 25 de dezembro, 82.839 assinaturas, todas feitas, segundo representantes da legenda, já com firma reconhecida – o que facilitaria o processo de análise – e já entregues em cartórios eleitorais.

Esse número expressivo foi conquistado graças a um mutirão organizado no último dia 20, quando, de uma feita, de acordo com a deputada federal Alê Silva (PSL-MG), o Aliança conseguiu cerca de 40 mil inscritos.


Vale lembrar que para a criação de um partido, em 2020, é necessário um mínimo de 492.015 assinaturas, em respeito à lei eleitoral que determina um número de apoiadores que corresponda à 0,5% dos votos na última eleição para a Câmara dos Deputados, com representantes espalhados por um terço dos estados da federação.

Assinatura digital

A saga para a criação do APB seria facilitada com a adoção das assinaturas digitais. Aliás, era essa a intenção de Bolsonaro e demais dissidentes do PSL cuja base eleitoral se encontra maciçamente nas redes sociais. A ideia era que o TSE liberasse a filiação virtual e que com isso o Aliança cumprisse as demandas da lei em prazo muitíssimo mais curto, sem o risco de ficar de fora do pleito do ano que vem.

O TSE, por sua vez, embora tenha concordado com a manobra por 3 votos a 4, ressaltou, no entanto, que, por ora, não há nem estrutura e nem a racionalização do procedimento de modo que a assinatura digital possa ser empregada já em 2020. Por enquanto, para todos os efeitos, só vale a filiação feita com papel e tinta, e entregue nas mãos de um escrivão de carne e osso, num cartório com CEP e logradouro.

bsm

Postar um comentário

0 Comentários