BRB

PARA JOSÉ DIRCEU O ANO FOI BOM

foto:internet
José Dirceu de Oliveira e Silva, o Zé, era odiado por jornalista por causa de seu mau hálito 

O inescrupuloso e condenado a 30 anos, 09 meses e dez dias de prisão, Zé Dirceu diz que 2019 foi “um ano de vitórias”.

O arquiteto de todo o  projeto de poder do Partido dos Trabalhadores e principalmente da esquerda brasileira canta aos quatro cantos do país que: "Nós passamos, acredito eu, pelo pior". 

Claro, o ex-deputado, ex-presidiário e atual colunista do portal Metrópoles, sim o mentor dos comunistas brasileiros tem um espaço considerável na mídia, está livre por isso lhe sobra motivos para celebrar. Somente numa democracia este tipo de gente pode ir e vir.

"Vamos retomar o fio da história, vamos construir um Brasil justo livre e soberano... Não é este país de Bolsonaro, Moro e Guedes. É o Brasil de Lula."


O Zé, codinome, de José Dirceu de Oliveira e Silva é uma adorado pelos esquerdista, mas odiado por uma jornalista amiga deste blog - DFMobilidade,  que era obrigada a entrevistar o então deputado de mau hálito José Dirceu eleito por São Paulo.

O idealizador do projeto de poder do PT, foi também o idealizador, executor de muitos outros projetos da esquerda brasileira: O mensalão, por exemplo. 

O construtor do aparelhamento da estrutura  do Estado brasileiro esteve preso por longo tempo nos últimos tempos e ainda em 1968.

De alta periculosidade, o comunista estrategista volta a celebrar a liberdade e de seu comparsa Lula, graças ao espirito democrático brasileiro da Suprema Corte.

Postar um comentário

0 Comentários