BRB

CONFUSÃO E "INVASÃO" DA EMBAIXADA DA VENEZUELA EM BRASÍLIA LEVA TRÊS PARA DELEGACIA


FOTO:g1

Manisfestantes pró Guaidó entram na embaixada, mas os simpatizantes de Maduro não aceitam.

Tenso o clima na embaixada da Venezuela em Brasília. O prédio foi ocupado por um grupo de manifestantes. Pelo menos quatro pessoas foram levadas para a delegacia na manhã desta quarta-feira (13/11/2019) depois que grupos de esquerda brasileiros que apoiam o presidente Nicolás Maduro entraram em confronto com apoiadores do parlamentar venezuelano Juan Guaidó.
Em nota divulgada nesta quarta-feira, o Palácio de Planalto classificou como “invasão” a entrada de manifestantes na embaixada e negou ter tido conhecimento prévio.
O governo brasileiro, as providências estão sendo tomadas no sentido de que a situação se resolva de forma pacífica para que tudo retorne à normalidade.


“Diante dos fatos desagradáveis que estão acontecendo na Embaixada da Venezuela, em Brasília, esclarecemos o seguinte: – como sempre, há indivíduos inescrupulosos e levianos que querem tirar proveito dos acontecimentos para gerar desordem e instabilidade; – o Presidente da República jamais tomou conhecimento e, muito menos, incentivou a invasão da Embaixada da Venezuela, por partidários do Sr. Juan Guaidó; – as forças de segurança, da União e do Distrito Federal, estão tomando providências para que a situação se resolva pacificamente e retorne à normalidade”, diz a nota divulgada pelo Planalto.

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, esteve reunido mais cedo com o presidente Jair Bolsoanro (PSL) para tratar da ocupação ocorrida nesta quarta-feira (13/11/2019) na Embaixada da Venezuela, em Brasília.

De acordo com o Itamaraty, a primeira preocupação é garantir a integridade física de todas as pessoas que estão dentro da embaixada, independentemente de serem aliadas do presidente autodeclarado Juan Guaidó ou de Nicolás Maduro.
FOTO:G1

Postar um comentário

0 Comentários