BRB

NOTÍCIA DO ENTORNO: PRESIDENTE DA AMAB, HILDO DO CANDANGO BUSCA ALTERNATIVAS PARA MELHORAR O TRANSPORTE COLETIVO DO ENTORNO DE BRASÍLIA

foto:internet

O presidente da Associação dos Municípios Adjacentes a Brasília – AMAB, Hildo do Candango tem buscado alternativas para melhorar o transporte coletivo do Entorno do Distrito Federal e proporcionar mais qualidade de vida para todos os moradores.
Recentemente os representantes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) se reuniram na Prefeitura de Águas Lindas para tratar sobre a proposta de integrar o sistema de transporte coletivo do Entorno com o transporte coletivo do Distrito Federal.
Pela proposta, os ônibus do Entorno pegariam os passageiros em Goiás e os levariam até os terminais brasilienses mais próximos ao município. Em seguida, os usuários seguiriam para os seus destinos nos veículos do DF. Dessa forma, acabaria o fluxo até pontos centrais, como a Rodoviária do Plano Piloto.
Antes dessa proposta ser aprovada especialistas e entidades apontam que há uma série de questões que precisam ser resolvidas. Uma delas seria aumentar a quantidade de veículos disponíveis no DF, principalmente em horário de maior fluxo – início da manhã e fim da tarde.
Para o presidente da AMAB, Hildo do Candango é fundamental dar andamento nesse projeto para que os moradores do Entorno sejam beneficiados com um sistema de transporte de qualidade.
“Estamos dando sinal verde para o desenvolvimento da mobilidade urbana. Os moradores do Entorno não aguentam mais lidar com o descaso no transporte público. Como Presidente da AMAB, estou sempre procurando parcerias no âmbito municipal, estadual e federal que visam proporcionar mais qualidade de vida para todos os moradores. Nossa meta é colocar esse projeto em prática e mudar a realidade de milhares de passageiros que utilizam o transporte público diariamente”, afirmou Hildo.
O transporte do Entorno sempre foi ponto sensível na agência, que tem dificuldades para gerir o sistema. A Secretaria de Mobilidade do Distrito Federal recebeu os estudos e adiantou que apoia a solução apresentada, mas frisou a necessidade de realizar um planejamento para colocar essa ferramenta em execução.
De acordo com especialistas, para o plano da ANTT dar certo no Entorno, o caminho será a criação de um consórcio com os 12 municípios envolvidos, a União e os governos de Goiás e de Brasília.
“Temos instrumentos legais que permitem essa integração. A ANTT seria o órgão conciliador. Não dá mais para cada um ficar jogando a bola no campo do outro”, afirmou Willy Taco, professor do Programa de Pós-Graduação em Transportes da Universidade de Brasília (UnB).
O presidente da AMAB, Hildo do Candango continuará se empenhando para melhorar a qualidade do transporte público que atende o Entorno e proporcionar mais qualidade de vida para todos os munícipes.

Postar um comentário

0 Comentários