RAFAEL PRUDENTE É ELEITO PRESIDENTE DO MDB-DF E SE CACIFA PARA SUCESSÃO DE IBANEIS

foto:internet

O DFMOBILIDADE apurou que o pai de Rafael Prudente é o grande entusiasta do filho deputado e já guarda um montante de R$80 milhões para campanha de 2022 a qual o clâ prudente pretende protagonizar com vista aos cargos majoritários, já que o atual governador deverá alçar voo nacional.
O deputado distrital Rafael Prudente foi eleito hoje (05/05) presidente do diretório regional do MDB.

Acumula, assim, o cargo de presidente da Câmara Legislativa com o comando do maior partido do Distrito Federal. Ele terá como vice a secretária da Mulher, Ericka Filippelli, que atua na equipe do governador Ibaneis Rocha (MDB) e é nora do ex-vice-governador Tadeu Filippelli.

Dos 71 membros do diretório regional, 70 compareceram e 67 votaram pela eleição de Prudente. A ideia, defendida por Ibaneis, é renovação no partido, depois de mais de duas décadas sob o comando de Filippelli.

A eleição foi possível graças a um acordo entre Filippelli e Ibaneis. A convenção havia sido suspensa a pedido do governador e de Prudente pelo presidente nacional do MDB, o ex-senador Romero Jucá  (RR). Mas a sucessão foi decidida nos bastidores desde o início da semana passada. 

Rafael Prudente comemorou o resultado e contou que, a partir de agora, a meta é fortalecer o partido, de olho em 2022. “Queremos atrair pessoas para o MDB, sem deixar de valorizar as pessoas importantes que fizeram a história do partido. Vamos fazer uma grande campanha de filiação, para atrair pessoas afinadas com os ideais da legenda”, explicou Rafael Prudente. “Um dos passos é retomar a atuação dos diretórios regionais, para que a gente possa fortalecer o partido nas cidades e, assim, crescer de fora para dentro”, acrescentou.

O presidente da Câmara garante que não ficaram cicatrizes do processo de embate com o ex-vice-governador Tadeu Filippelli. “Da minha parte, não tem rusga nenhuma. Eu entrei na política pelas mãos do Filippelli e tenho também uma ótima relação com o governador Ibaneis”, acrescentou.
Em setembro, haverá também eleição no diretório nacional. Jucá, que não se reelegeu senador, não deve permanecer no cargo. Com apoio de caciques nacionais, como os ex-presidentes da República José Sarney e Michel Temer, Ibaneis é uma das prováveis opções.

Com informações o CB

Postar um comentário

0 Comentários