FIAT APRESENTA PROJETO DE FUSÃO COM A RENAULT


Mike Manley, CEO da montadora Fiat Chrysler, acredita que a indústria automotiva está passando pela “mais fundamental e dramática transformação vista em quase um século”. A descrição é o início de um e-mail interno que o executivo enviou aos funcionários a respeito da proposta de fusão da empresa com a também fabricante de automóveis Groupe Renault.

  Manley estima que o grupo automotivo criado pela fusão entre as empresas tem potencial anual de vender quase 9 milhões de veículos e se tornar líder mundial em tecnologias de veículos elétricos, marcas premium, SUVs, picapes e veículos comerciais leves.

De acordo com ele, as sinergias futuras potenciais do acordo somam 5 bilhões de euros por ano. “Os benefícios da transação proposta não estão baseados no fechamento de plantas, mas sim na habilidade da companhia combinada em investir capital de forma mais eficiente em plataformas globais de veículos, powertrains, arquiteturas e novas tecnologias”, diz a carta.

A proposta de fusão, anunciada nesta segunda-feira (27) prevê a criação de uma holding com sede na Holanda com 50% de participação para cada envolvida. Os acionistas da Renault, que incluem o governo francês, receberiam um prêmio implícito de cerca de 10%.



Com informações do Infomoney.

Postar um comentário

0 Comentários