GDF QUER ENTREGAR VIADUTO DO EIXÃO ATÉ AGOSTO

DF MOBILIDADE

Por conta do período chuvoso que se estendeu este ano, a obra de restauração do viaduto sobre a Galeria dos Estados não ficará pronta a tempo do aniversário de 59 anos de Brasília, conforme havia sido planejado pelo diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF), Fauzi Nacfur Júnior.

“A data de entrega da obra sempre foi até o fim do primeiro semestre de 2019”, explica Fauzi. “Nós é que intensificamos o trabalho e aumentamos o número de operários com a intenção de que, até o dia 21 de abril, conseguíssemos liberar tanto a pista quanto o desvio que abrimos para o eixinho, para a passagem dos 110 mil veículos que trafegam pelo Eixão todos os dias. Mas o período chuvoso retardou essa entrega”.

O trabalho, que demandou investimentos de R$ 10 milhões, continua sendo realizado diariamente sem interrupções, em dois turnos, com 180 operários. “A obra não parou em nenhum momento, apenas está seguindo um ritmo mais lento porque muita coisa não dá para ser executada se o piso e o material estiverem molhados”, destaca o diretor.

Galeria


A Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), responsável pela obra de debaixo do viaduto, esclarece que a reforma da Galeria dos Estados foi contratada em fevereiro deste ano e tem previsão de ficar pronta em abril de 2020. O investimento é de R$ 4.078.052,24, valor 15% menor do que o estimado inicialmente.

A companhia destaca que não haverá alteração no layout das lojas e que não estão previstas reformas internas. A obra inclui a revitalização da galeria, com a recuperação e manutenção corretiva dos viadutos dos eixos W e L; a substituição das instalações elétricas e hidráulicas e implementação da acessibilidade nas entradas leste e oeste da galeria.

Segundo o cronograma de obras, serão seis meses de intervenções no lado sul da galeria e outros seis meses de intervenções no lado norte. O prazo teve início após a desocupação das lojas existentes no local.

Comerciantes


Sobre a desocupação das lojas da Galeria dos Estados, a Secretaria Executiva das Cidades lembra que foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), na edição de 1º de abril, a Ordem de Serviço Conjunta Nº 05, de 28 de março de 2019, que estipula o remanejamento temporário de permissionários durante as obras de recomposição do viaduto e de reforma da galeria.

Já sobre a situação dos comerciantes, a Administração do Plano Piloto informa que foram avisados sobre o processo de remanejamento, que já vinha sendo conduzido desde outubro passado, mas não de forma organizada e oficial. Em parceria com a Administração do Plano, a Secretaria Adjunta das Cidades assumiu o processo de negociação no início de março e fez o levantamento das informações necessárias para que o remanejamento fosse o mais correto possível.

A equipe solicitou aos lojistas a criação de uma comissão temporária de permissionários específica para tratar do remanejamento nessa primeira etapa. A partir dessa comissão, os critérios foram definidos em ata e assinados por representantes da Administração Regional do Plano Piloto e pela comissão dos permissionários.

Como o cronograma de intervenções da obra do viaduto foi iniciado pelo lado par, todas as lojas em funcionamento estão sendo alocadas no lado ímpar. No segundo momento da intervenção, será invertido o processo.


* Com informações da Secretaria de Obras

Postar um comentário

0 Comentários