INVERSÃO NA EPTG NO HORÁRIO DE PICO

DF MOBILIDADE

O GDF  e DER iniciarão, em 18 de março, a Operação EPTG, que consiste em utilizar melhor as faixas exclusivas de ônibus. A ação terá caráter provisório, até que seja definitivamente implantado o sistema BRT naquela rodovia, com o uso dos ônibus com porta do lado esquerdo e as paradas no canteiro central da rodovia.

Nesses dias que antecedem o início da operação, o DER/DF trabalha na sinalização dos 12,6 km das faixas exclusivas, de ambos os lados, por meio de cones fixos e placas.

A ação acontecerá nos dias úteis nos horários de pico, das 6h às 9h e das 17h30 às 19h45. As faixas exclusivas para ônibus serão utilizadas da seguinte forma: no período da manhã, em que o fluxo de trânsito está concentrado no sentido Taguatinga / Plano Piloto, a faixa exclusiva será liberada para os carros de passeio, aumentando uma faixa para veículos pequenos, enquanto os ônibus que irão para o mesmo sentido utilizarão a faixa da pista contrária.

A mesma operação será realizada no fim da tarde, no sentido Plano Piloto / Taguatinga. Com esta ação, o DER/DF estima aumentar em 20% a fluidez do trânsito na rodovia. Em média, 120 mil veículos passam pela EPTG diariamente.

Toda a extensão das faixas exclusivas será monitorada de perto durante a operação pelos agentes do DER/DF e contará com o apoio do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) e do Departamento de Trânsito do DF (Detran).

Dois guinchos ficarão posicionados nas extremidades da rodovia durante os horários de pico para atender casos de emergência envolvendo os ônibus, que serão removidos rapidamente. Por medida de segurança, a velocidade na faixa reversa será de 60 km/h.

Postar um comentário

12 Comentários

  1. De nada adianta a inversão se não alargarem o viaduto de entrada de Taguatinga, como também se implantar a onda verde nos semáforos do Centro e ainda se criar a terceira faixa embaixo do viaduto do centro de Taguatinga\Samdu que dá acesso a QNL.

    ResponderExcluir
  2. Enquanto ônibus comporta seus 30 passageiros sentados 1 carro popular leva até 5 passageiros agora equipare o volume que um ônibus representa e o volume de um carro. O aumento da frota e da qualidade do serviço resolveria esse problema desse fluxo de veículos que não paraea de crescer

    ResponderExcluir
  3. Mas vai ajudar em uma questão, quem vai direto para Taguatinga não precisa parar junto com quem vai entrar no Guará e em Águas Claras. Passarão incólumes por esses dois engarrafamentos. Do jeito que está agora, quem vai direto pra Taguá/Ceilândia, fica parado três vezes, na entrada do Guará, na entrada de Águas Claras e em Taguatinga Centro...

    ResponderExcluir
  4. Então vão comprar ônibus com porta dos dois lados? Ou essa mudança é temporária?

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E as vans escolares, ambulâncias, viaturas policiais e táxis que precisarem entrar no Guará ou em Águas claras? Nosso país continua usando paliativos estúpidos ao invés de resolver os problemas de forma satisfatória

      Excluir
  6. Uma tragedit anunciada. Isso não vai dá certo. A pior, disparada, engenharia de tráfego do país.

    ResponderExcluir