DFTRANS BLOQUEIA 27,7 MIL CARTÕES DE USUÁRIOS DE METRÔ E ÔNIBUS

DFMOBILIDADE

A nova gestão do DFTrans identificou indícios do mau uso de cartões de usuários do transporte, o que pode ter causado prejuízos de R$ 100 milhões. 

O governo vai bloquear 27,7 mil cartões a partir de hoje para contornar o problema. O DFTrans enviará as informações à Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Administração Pública da Polícia Civil do DF, que investiga desvios de recursos no setor.

Quem tiver o cartão bloqueado poderá regularizar a situação e comprovar que não houve fraude ou má-fé na utilização dos bilhetes. 

O problema envolve usuários de vale-transporte, de beneficiários do cartão de idoso, funcionários de empresas transportadoras e usuários comuns. "Identificamos, por exemplo, um cartão de idoso utilizado 63 vezes em um único dia. Há também o caso de um funcionário de empresa transportadora que realizou 53 embarques", revela Públio Cavalcante, diretor de Tecnologia da Informação do DFTrans. "Se todas essas fraudes forem confirmadas, o prejuízo pode alcançar R$ 8,5 milhões por mês", acrescenta o diretor. A situação mais gritante, entretanto, foi a de um usuário que realizou 67 embarques em um só dia.

Os cartões com suspeitas de fraude correspondem a 7,5% do total de embarques no sistema de transporte público do Distrito Federal. A suspeita do DFTrans é de que esses usuários tenham vendido as passagens no momento da integração. Mesmo nos casos em que o patrão paga pelo vale-transporte, o governo subsidia a integração, e a fraude gera prejuízo aos cofres públicos.



















Postar um comentário

0 Comentários