METRÔ QUER INAUGURAR ESTAÇÕES SEM FUNCIONÁRIO e FALTANDO MUITOS CONCURSADOS PARA SEREM CHAMADOS


No final de 2017, o governador do DF, Rodrigo Rollemberg (PSB) anunciou, por meio de um vídeo a nomeação de 188 concursados da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF). Dividido em três etapas o chefe do Executivo nomeou 63 pessoas em outubro daquele ano. A promessa era que outros 63 fossem convocados em fevereiro, e outros 62 em maio. Porém, Rollemberg tem grande chance de descumprir mais um compromisso assumido.
Celina Leão lembra que governador prometeu nomeações em outubro, porém, somente no início do mês apresentou pedido de suplementação para custear novos servidores
Na segunda-feira (26/Fev), vários concursados acionaram Política Distrital (PD)para pedir ajudar para “desmascarar mais uma manobra do Rollemberg e do GDF feita pra (sic) nos enganar mais uma vez”. Sem se identificar, uma das concursadas encaminhou o vídeo em que o governador anunciou as nomeações para fevereiro desse ano, além de fazer um desabafo.
“Sou uma aprovada no concurso do metro, fiz prova objetiva em meados de 2013, meu concurso somente foi homologado no final de 2014, depois de muita luta! Estamos sendo enganados a quase 4 anos pelo rollemberg e pelo gdf!!! Envio abaixo o video em que o rollemberg afirma com todas as letras que iria nos nomear nesse mes, envio tambem um print em que o proprio gdf responde um comentario de um aprovado usando o cronograma criado para nos enganar como argumento. Estamos cansados de ser enganados pelo governador, pelo gdf e pela diretoria do metro (que sabem o que se passa na instituicao e nada fazem, como catracas deliberadamente abertas e cabides de empregos pra pessoas que nao prestaram concurso e estao trabalhando no nosso lugar). Nos aprovados dentro das vagas pedimos encarecidamente a ajuda de voces pra desmascarar mais uma manobra do Rollemberg e do GDF feita pra nos enganar mais uma vez!(SIC).”, disse.

Impasse
Embora Rollemberg tenha feito tal promessa há quatro meses, a nomeação de novos servidores no Metrô-DF pode demorar. Ao menos foi o que deu a entender posicionamento da pasta sobre o assunto, ao ser questionado por PD, uma vez que ainda depende de aprovação da CLDF . “O Governo de Brasília aguarda aprovação de projeto de lei apresentado pelo Executivo local à Câmara Legislativa que recompõe o orçamento do DF. Tão logo seja aprovado, os concursados serão convocados. A expectativa é que a matéria seja votada ainda nesta terça.”, alegou.
Entrave
O Projeto de Lei (PL) 1.899/2018, que destina uma suplementação de cerca de R$ 100 milhões, para contratação de aprovados em concursos públicos, para diversas áreas, a exemplo dos agentes penitenciários e do Metrô-DF, entrou na pauta de votação da Câmara Legislativa do DF (CLDF), mas não chegou a ser votado.
Um dos motivos é que os deputados distritais, cansados das ‘pegadinhas’ de Rollemberg, exigiram que o chefe do Executivo, detalhem os quantitativos, por categoria, em relação as nomeações anunciadas. Para a deputada distrital, Celina Leão (PPS), a CLDF não pode dar “mais um cheque em branco ao governador”.
Ao PD, Celia Leão explicou o impasse dos parlamentares. “Semana passada, nós tivemos que derrubar um veto de R$ 14 milhões, acordado com Rollemberg, para nomeação de enfermeiros, técnicos em enfermagem e em radiologia. Essa emenda estava acordada com o governador, quando a Câmara Legislativa aprovou a suplementação da LOA de 2018 [Lei Orçamentária Anual] de R$ 1,5 bilhões para o GDF. Olha a discrepância, a Câmara aprovou o envio de R$ 1,5 bilhão para o governador pagar contas e fazer investimento na cidade, e ele [Rollemberg] vetou R$ 14 milhões destinado a contratação de servidor para a Saúde. Isso foi uma demonstração que não podemos confiar nele. Então, ou ele detalha a quantidade de servidores a serem nomeados e em que categorias, ou dificilmente o projeto não aprovado na Câmara.

A Leoa, como é popularmente conhecida, criticou a postura de Rollemberg, ao anunciar com quatro meses de antecedência a nomeação dos servidores do Metrô, sem ter recursos para garantir o custeio da folha de pagamento.
“É a cara desse governo, fazer promessas sem a certeza que poderá cumprir pois ele prometeu em outubro de 2017. E o projeto só foi apresentado no início desse nesse mês. Eu só espero que o governador não se esqueça que há uma decisão judicial, transitado em julgado que obriga do GDF a nomear servidores concursados do Metrô, pois o Tribunal de Justiça acabou com a farra de comissionados no Metrô”, disparou.
 CONFIRA O PL







Fonte: Politica Distrital
COMPARTILHAR:

+1

0 Response to "METRÔ QUER INAUGURAR ESTAÇÕES SEM FUNCIONÁRIO e FALTANDO MUITOS CONCURSADOS PARA SEREM CHAMADOS"

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial