METRÔ SEGUE EM GREVE E OS POUCOS EMPREGADOS RESISTEM

FOTO:INTERNET-DFMOBILIDADE
Os usuários são os maiores prejudicados com intransigência do GDF ao não cumprir a lei.



Por enquanto, não há previsão para o término da paralisação dos servidores do metrô. Houve nesta quarta-feira (22) ás 08:30, houve uma reunião informal da categoria metroviária no Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10) de conciliação sem acordo.

O sindicato dos metroviários divulgou nesta segunda-feira uma tabela do déficit de empregados que a empresa ignora em detrimento do serviço bem prestado a população.

O DFmobilidade compilou esses dados e repassa agora aos seus leitores e identifica ao mesmo tempo, a precariedade com que os empregados concursados trabalham (funcionários da operação devem ser contratados através de concurso).


    NÚMEROS DO METRÔ-DF

INICIO DO METRÔ (1998)

DIAS ATUAIS (2017)

TEMPO DE FUNCIONAMENTO – 08horas corrido
18 horas de funcionamento
TRENS  10 (operacionais) de 20
24 (operacionais e que o sistema comporta) de 32
ESTAÇÕES 10 (operacionais)
24 estações ( operacionais e concluídas até 2010)
FUNCIONÁRIOS  1.155
586 aptos para operação

    COM DADOS DO SINDMETRÔ-DF                        Arte:    DFMOBILIDADE

COMPARTILHAR:

+1

0 Response to "METRÔ SEGUE EM GREVE E OS POUCOS EMPREGADOS RESISTEM "

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial