METROVIÁRIOS AINDA AGUARDAM UM POSICIONAMENTO DO GDF

FOTO: INTERNET


Metroviários começam novamente a ficarem inquietos, pois aguardam desde de 2015 a efetuação do dissídio coletivo, o qual efetua a correção salarial da categoria.

A inquietação também se da com a gestão do atual presidente do Metrô DF, Marcelo Dourado, que não respeita os anseios da categoria como não os representa junto ao governo.

A categoria comemora a convocação de novos concursados nesta quinta-feira, mas pede a conscientização do Governo para sinalizar uma possível negociação para quitação da correção salarial, ainda mais agora que o saiu do limite prudencial.

Para serem ouvidos a categoria, esta providenciando uma assembleia onde será debatido vários temas e podemos antecipar que o indicativo de greve está na pauta.

Histórico

Todos sabem que o sistema metroviário do DF é um de seus principais meios de transporte público, que atende diariamente mais de 150 mil pessoas.

A importância deste sistema é inegável, o qual tem total dedicação de seus empregados diariamente, para trazer o melhor atendimento com tão pouco.

Em 2016 os metroviários realizaram um greve de 85 dias que inicialmente causou o colapso no transporte público, mas com o tempo caiu em descrédito, mas a categoria já vem entendo que o Distrito Federal passou por uma crise jamais vista antes, e como de acordo entende que o governo pode convidar a categoria para uma conversa, que visa a entrar em acordo entre as partes.

Um ação que não da Resultado efetivo

O momento é de reflexão para saber mexer as peças do tabuleiro, muitos falam de greves outros de enfrentamento ao governo, mas como no passado isso só veio a nos prejudicar, temos várias categorias conseguindo êxito e entrada com o governo é na base da diplomacia, o que é essencial para se alcançar resultados.

Categoria desunida

Mas nada será alcançado pelos metroviários, enquanto cada um pensar no seu umbigo,   o que vem a só dividir ainda mais uma categoria de numero não expressivo. O momento e de todos lutar por todos, independente da demanda, pois assim podemos ser coesos, criar força e claro ter representatividade.

Se continuarmos com as divisões na categoria a única garantia que temos e o fundo do posso, já passou do momento de afinarmos o discurso e para de criticar os colegas que querem nos representar, estes sim precisam de incentivos e apoio da classe, pois tiram tempo de suas vidas em busca da melhoria de vários.

Chegou o momento ou afinamos os discurso em união e acabamos com as panelinhas montadas, para que o objetivo e a vitória seja alcançados por todos. E primordial que a gratificação de cargos não seja motivo de divisão da categoria, pois uma classe dividida e mesma coisa que um cego no meio do tiroteio.

Unidade não atrapalha

Como já foi falado a unidade é primordial, discordar é bom para o crescimento da categoria, mas o respeito é essencial . 

Os interesses individuais simplesmente estão destruindo a nossa categoria dos metroviários. Quando o desrespeito paira estão levando a categoria a perder seus principais atributos.

Um parlamentar da categoria

Passou do momento de termos voz ativa no meio político, uma voz que fale por nós e que use seu voto no plenário a favor da população e da categoria, essa e a grande verdade que precisa se torna constante.

Infelizmente estão entrando em buraco sem fim e estado rindo da nossa desunião.

Com palavras de um Metroviário em busca de União

Por DF Mobilidade

COMPARTILHAR:

+1

0 Response to "METROVIÁRIOS AINDA AGUARDAM UM POSICIONAMENTO DO GDF"

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial