SEM TÍQUET NÃO DÁ PRA TRABALHAR E RODOVIÁRIOS DA TCB PARAM

foto: divulgação


Motoristas e cobradores da Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB) paralisaram as atividades nesta quarta-feira (12/4) para reivindicar o pagamento do vale-alimentação do mês de abril, que ainda não foi acertado pela empresa. Eles estacionaram os coletivos na entrada da Rodoviária do Plano Piloto.

Com a paralisação, as linhas que fazem os trajetos Aeroporto, Praça dos Três Poderes, Supremo Tribunal de Justiça, Rodoviária Interestadual, Quartel General do Exército, Setor Hoteleiro, SIG, Shopping Popular e as linhas do Plano Piloto ficaram sem circular.



De acordo com o diretor do Sindicato dos Rodoviários do DF Saul Araújo, o governo não renovou o contrato com a empresa que prestava o serviço e, por isso, o pagamento não foi feito. “Os rodoviários recolheram, os ônibus para a garagem e garantem que só voltam a rodar após o acerto do tíquete no valor de R$ 860”, disse.

Por meio de nota, a TCB informou que, ao todo, 17 ônibus ficaram parados, afetando a região central. A Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) explicou que a licitação da nova empresa para o fornecimento do tíquete está em andamento. O pregão ocorreu em 3 de abril e, neste momento, encontra-se em fase de assinatura do contrato, o que deve ocorrer ainda nesta quarta.
 
 
Fonte: Metrópoles
COMPARTILHAR:

+1

0 Response to "SEM TÍQUET NÃO DÁ PRA TRABALHAR E RODOVIÁRIOS DA TCB PARAM"

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial